Mudamos para www.tradutorprofissional.com

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Um bom dicionário de direito, economia e contabilidade

Ele me escreveu, já lá vão sete anos. Educado, modesto, formal, algo tímido: o mineiro arquetípico. Oferecia seriço de tradutor. Jamais subcontrato serviço, mas ele parecia bom demais e encaminhei o contato a uma amiga, que testou e aprovou. Alguns anos depois, nos encontramos pessoalmente, numa festa. Foi um mau dia para mim: tinha feito uma cirurgia do nariz e, mal tínhamos começado a conversar, estourou um vaso, começou uma hemorragia dos diabos e tive de bater em retirada.

Tempos depois, numa visita à minha amiga, encontrei no escritório dela o dicionário que ele tinha escrito. O exemplar que minha amiga tinha era um presente, uma espécie de "para você – e me diga se está bom". Estava bom, sim, muito bom, mas não estava à venda, era uma tiragem particular e de testes, à procura de quem quisesse publicar. Ninguém quis. O autor foi de editora em editora, mas ninguém quis publicar um dicionário massudo escrito por um sujeito que ninguém conhecia. Deve ter diso muito irritante para ele.

Há uns dias, me escreve o Marcílio de novo, dizendo que estava vendendo o dicionário diretamente. Imediatamente quis comprar um, mas ele se negou a vender. Disse que tinha um autografado para mim e não admitia que eu pagasse o preço, que era uma lembrança da apresentação dele à minha amiga. Provavelmente, estava esperando que eu manifestasse meu interesse antes de se aventurar a me oferecer um de presente. O Marcílio é modesto e deve lhe ter custado muito fazer publicidade do seu próprio trabalho.

Aceitei com gosto, uma boa recordação de um momento em que tive o bom senso de encaminhar um profissional de valor a quem poderia tirar partido de sua capacidade. Me meteu numa encrenca, entretanto, porque é meio suspeito louvar um dicionário que se recebeu grátis. Mas o dicionário do Marcílio Moreira de Castro é muito bom. Cheio de exemplos e referências e definições, sugestões de toda a espécie, com a devida identificação e de boa fonte.

Perfeito? Claro que não. Quem quiser encontrar erros e falhas, sempr encontra o que dizer. E, para todos os dicionários, vale a regra da necessidade de obter uma confirmação independente.

Mas acho que vale mais do que custa e vai ficar junto dos "mais úteis" entre os meus dicionários. Agora, dê uma olhada no site do Marcílio, onde ele dá, inclusive, uma amostra grátis do dicionário. Abra a amostra e veja se você gosta, antes de comprar. Eu gostei e teria comprado de bom grado.


5 comentários:

Anônimo disse...

Oi, Danilo, tudo azul?

Já estou aguardando a chegada do meu exemplar. Só pela amostra, posso afirmar sem receio de estar enganado que este é provavelmente o melhor dicionário jurídico bilíngüe que já vi. Bate de lavada qualquer outro congênere que exista na praça atualmente (notadamente, a Maria Chaves de Mello e o N*****a). Por falar em dicionários, aguardo também a publicação do da Marina. Pelo pouco que sei, deve ser na linha desse do Marcílio, mas exclusivamente voltado para o direito.

[ ]s,
LHK

Jules disse...

Já peguei a amostra. :)

denise bottmann disse...

prezado danilo, desculpe ocupar este espaço. o fábio fez um post bem legal hoje no a:t, com blogs específicos de tradução, e o teu é o primeirão, com toda a justiça.
pediria a gentileza de divulgar:


colegas: o assinado-tradutores recebeu convite do minc para participar do próximo seminário do fórum nacional do direito autoral, que provavelmente vcs devem estar acompanhando.
o próximo seminário será realizado no rio de janeiro, dias 27 e 28 de outubro, com 6 câmaras setoriais, sendo uma delas a de tradução.
queremos levar uma pauta com as propostas dos tradutores quanto às alterações desejáveis da lda.
desnecessário dizer que uma oportunidade dessas dificilmente se repetirá, e que seria interessante que os colegas contribuíssem com suas reflexões e sugestões para serem incorporadas à dita pauta.
por favor, enviem suas sugestões e propostas para quemsomos-at@yahoogrupos.com.br

no começo da semana que vem poderemos ter um esboço inicial dessa pauta com as propostas enviadas ao quemsomos, para ser submetido a discussão e avaliação.

denise bottmann
dbottmann@uol.com.br

se você ainda não deu sua adesão ou seu apoio, não deixe de dar:
http://assinado-tradutores.blogspot.com

Emilio Pacheco disse...

Sei que não é uma tarefa fácil, mas fico feliz de constatar que alguém se deu ao trabalho de compilar um dicionário de fôlego com verbetes padrão Danilo Nogueira. Já encomendei o meu. Azar das editoras que o recusaram. Esse dicionário já está tendo a melhor publicidade que poderia ter: "word of Danilo's mouth".

Carolina disse...

Excelente Dicionário!
Adorei o Blog!
Parabéns Danilo,

Carolina