Mudamos para www.tradutorprofissional.com

segunda-feira, 9 de junho de 2008

O que você gostaria de ver neste blog?

Quero dar uma turbinada no blog. Para isso, gostaria de ter sua colaboração. Se você já apareceu aqui um par de vezes, tem uma boa idéia do que cabe no blog e do que eu sou capaz de fazer – e também do que eu não sou. Também, se for blogueiro ou algo conhecedor de blogologia teórica ou aplicada, pode dar alguma sugestão técnica. Pode me mandar um e-mail, se quiser, mas prefiro um comentário a este artigo, porque assim outras pessoas de boa vontade vão poder agregar alguma coisa ao que você tiver sugerido.

Mais tarde, posto mais alguma coisa.

4 comentários:

Anônimo disse...

Olá, Danilo.

Já participei (mais ativamente) da comunidade do Orkut e houve oportunidade de trocamos algumas poucas palavras. Leio freqüentemente o seu blog e conheço um pouco da sua experiência de iniciante na área da tradução. Você mesmo comenta em seus escritos que a realidade da época de quando você começou era bem diferente da realidade de hoje, principalmente devido ao avanço da tecnologia. Sei que teve seus meios e criou algumas de suas oportunidades de trabalho. Segue então uma sugestão: transportar o Danilo iniciante em tradução para o mercado atual. Sabendo tudo que sabe e tendo a experiência que tem, qual seria a sua postura para se introduzir nessa profissão se você estivesse começando hoje? O que priorizaria na sua preparação? Quais os meios e caminhos que seguiria (os quais certamente não seriam os mesmos de vinte ou trinta anos atrás... ou seriam?). Nos dias de hoje, você abriria mão de um “emprego seguro” – na minha visão, uma ideologia utópica – para investir seu tempo, dinheiro, conhecimento (de principiante) e ousadia no desejo de ser tradutor profissional?

Fernando

Anônimo disse...

Danilo,
Acho que são igualmente proveitosos para iniciantes e nem tanto todos os teus posts da categoria "como alargar saia justa", ou seja, como lidar com as situações que enfrentamos todo dia ao telefone, para dar um orçamento, aceitar ou não um trabalho etc e tal. Sempre te achei um poço de bom senso e já me safei de boas pondo tuas táticas em prática. Beijo,
Raquel

Rodrigo Villasboas disse...

Faz pouco tempo que iniciei a leitura freqüente do seu blog. Particularmente, admiro o tom informal, as vezes quase confessional de alguns posts.
Graças ao seu espaço comecei a levar mais a sério de me dedicar exclusivamente a esta atividade que faço informalmente desde a minha aposentadoria "forçada".
Todavia, gostaria de ver aqui alguns espaços mais voltados para dicas do tipo: onde e como pesquisar, como lidar com termos técnicos que não possuem referência nos dicionários mais usados, uma vez que isso nos faz perder tempo precioso.

Nowhere Fast *~ mi disse...

Entrei pela primeira vez no blog e achei o máximo, até por estar interessado em traduções e afins. Curso o direito na faculdade, e não tenho intenções de trabalhar nessa aárea. Faço curso de espanhol, tenho uma grande noção de inglês, digamos de passagem nível intermediário, e pretendo fazer licenciatura em francês. Tenho certo medo sobre as tendencias nessa área de tradução, mas queria muito ler mais sobre traduções de livros, de filmes e coisas do tipo no blog

Um abraço,
Cristiano