Mudamos para www.tradutorprofissional.com

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Mensagem a quem quer se dedicar à tradução

Então, você quer ser profissional da tradução! Vamos começar dizendo que eu sou e gosto de ser. Não faço parte da ABC – Associação Brasileira dos Chorões, aquele bando de masoquistas que vive se lamentando do que faz, chora, chora, chora, quase se afoga nas próprias lágrimas, mas não muda de profissão de jeito nenhum. Gosto de traduzir e fico todo feliz de ver que faço o que gosto e, ainda por cima, sou pago. Ganho menos do que gostaria de ganhar, mas acho que isso acontece com todos: nunca vi quem dissesse que ganha o que merece. Entretanto, não passo fome. Aliás, estou bem gorducho.

Você – e praticamente todos os iniciantes – gostaria de ter a orientação dos profissionais mais calejados e isso é muito bom. Não quer dizer os veteranos sejam oráculos e donos da verdade. Para ser honesto, fizemos e fazemos muita bobagem e muito do que fizemos no início de carreira já não se aplica ao mundo de hoje. Uma das chaves do sucesso é usar seu espírito crítico para separar o joio do trigo na avalanche de informações que vai receber.

Muita gente me escreve pedindo ou o meu Messenger para trocar idéias ou "umas dicas". Fico todo orgulhoso com esses pedidos, mas não posso atender. Se eu der meu Messenger para você, vou ter de dar para todos e vou ficar "trocando idéias" o dia todo, agora com você, daqui a pouco com outro, logo com mais outro. Além de manter este blog, que procuro rechear de informações para principiantes, participo ativamente de diversas listas de tradutores e desta comunidade do Orkut, escrevo artigos para o Translation Journal faço palestras grátis para a Editora SBS e ainda, nas horas vagas, faço um que outro dicionário. Sabendo-se que tenho clientes a atender e uma família para sustentar (e talvez mais compromissos e problemas do que você possa pensar), imagine como anda o meu tempo. Então fico muito triste quando reclamam da minha má vontade porque não informo o Messenger.

Outro dia, me telefonou alguém que eu nem conheço, fazendo mil perguntas para as quais há respostas aqui no blog. Mas a pessoa que ligou não tinha tempo de pesquisar no blog nem em qualquer outro lugar, queria ali, tudo, de novo, especial para ela. Não tinha tempo para pesquisar, era uma pessoa ocupada. Acreditava, entretanto, que eu tinha tempo para mais uma vez dizer, especialmente para ela, o que eu já tinha dito e redito em outros lugares, que eu não era uma pessoa ocupada. Ficou zangada comigo e me mandou um e-mail sarcástico do tipo peço humilde perdão por ter desperdiçado seu precioso tempo. Fazer o quê?

O pedido de "dicas" escritas parece ser mais fácil de atender. Recebo pelo menos dois ou três por semana e poderia escrever uma mensagem de vinte linhas com a "receita do bolo" o "caminho das pedras" e o "pulo do gato" e simplesmente colar na resposta. Acontece que não é possível escrever essa mensagem ou, se é, está acima das minhas forças. Há mil caminhos para a profissionalização, mil possibilidades. Não tenho como resumir em vinte linhas o caminho que é bom para você. Provavelmente, nem sei. O caminho que é bom para você depende muito de sua personalidade, possibilidades, meios, objetivos e um sem-número de fatores que somente uma longa e aprofundada avaliação poderia revelar. Uma avaliação que não posso fazer.

Mas nem tudo está perdido: lá em cima destá página, tem uma caixinha chamada pesquisar blog. Escreva lá principiantes e vão aparecer todos os artigos que escrevi tendo com foco nos principiante. Muita coisa vai servir para você. Tente também iniciantes, currículo, preços. Uma das qualidades mais importantes para o sucesso como tradutor é a paciência e capacidade para pesquisar e buscar informações.

Um comentário:

Liliana disse...

Trabalho como tradutora desde meu doutorado em engenharia de produção, quando fazia traduções para alunos que não dominavam o inglês. Há cerca de um ano e meio trabalho para uma agência de tradução, e me pagam cerca de 3 ou 4 centavos por palavra, queria saber se estou sendo explorada...