Mudamos para www.tradutorprofissional.com

quarta-feira, 9 de maio de 2007

Madame d'Anjou responde a Marcello Marcelino: que curso fazer?

O Marcello, em um comentário aí em baixo, pergunta: Nesse post, você comenta que "fazer um curso de tradução para quem quer ser tradutor" é mais importante que um curso de licenciatura em Letras. Pois bem, não pensava por ai. Quando você menciona curso de tradução, você diz respeito a curso livres tambem? Como o da Alumni de Sao Paulo, e do DBB no Rio? Acho que talvez, com sua resposta, muita gente ira se beneficiar.

Marcello, o que eu disse é que, se você está na entrada da faculdade e tem duas portas pela frente, uma dizendo "licenciatura", a outra dizendo "bacharel tradutor/intérprete", e quer ser tradutor, não faz sentido entrar na porta onde diz "licenciatura" e, evidentemente, se seu sonho é ser professor, não deve entrar pelo portão onde diz "bacharel: tradutor/intérprete". Até aqui, creio, estamos todos de acordo, certo?

Agora, temos duas coisas mais a pensar, com a sua pergunta:
  • Primeiro, que faculdades e cursos livres há de todas os quilates e, independentemente do caminho que você seguir, há que escolher uma boa escola. Não tenho condições de, daqui de meu mocho no meu canto onde fico observando o movimento com meus olhos vesgos, dizer se este ou aquele curso (livre ou não) é bom ou mau.

  • Segundo, que há muito de subjetivo nessa coisa toda. O curso que para você é uma maravilha, pode não funcionar para o seu vizinho, que é um sujeito e tanto, mas diferente de você. Quer dizer, não posso afirmar que você ou o seu vizinho devam fazer este ou aquele curso. O que eu posso afirmar e reafirmar é que não entendo como alguém que diz que quer ir à praia se ponha a subir a serra para ir a Campos do Jordão.

Um comentário:

Marcello M. Marcelino disse...

Obrigado!